EMCDDA/OEDT Relatório anual em linha sobre a evolucao do fenomeno da droga na UE - 2001

Página principal - Home page - do Relatório Anual
Introdução
Capitulo 1: Procura e oferta de droga
Capitulo 2: Respostas ao consumo de droga
Capitulo 3: Questões especifícas
Capitulo 4: O problema da droga na Europa Central e Oriental
Dados, figuras
 
Download o Relatório Anual em 12 linguas - Formato PDF
Comunicados
 
 

busca mapa do site contacto

Dados do Relatório Anual de 2001

Esta biblioteca de dados foi reunida para facilitar a consulta dos dados, números e fontes que foram
usados na compilação do Relatório Anual 2001.
 

Esta biblioteca de dados foi reunida para facilitar a consulta dos dados, números e fontes que foram usados na compilação do Relatório Anual 2001.

  • todos os números e tabelas incluidos no relatório

  • um conjunto de tabelas estatísticas complementares que formam a base dos números criados

  • detalhes sobre as fontes da informação usada no relatório.

Todos os anos os pontos focais nacionais Reitox fornecem ao OEDT um relatório que ilustra a situação nacional em matéria de droga nos respectivos países. Estes relatórios nacionais apresentados ao OEDT em 2000 estão disponíveis online.

Consumo de droga

Consumo de droga na população em geral

Figuras
Figura 1 (Gráfico de barras) Consumo recente (prevalência nos últimos 12 meses) de cannabis, anfetaminas e cocaína entre jovens adultos em alguns Estados-Membros da UE, calculado por inquéritos à população

Figura 2 (Gráfico de barras) Evolução da experiência ao longo da vida e consumo recente (prevalência nos últimos 12 meses) de cannabis entre adultos, em alguns países da UE, nos anos 90, calculados por inquéritos à população

Figura 1 OL (Gráfico de barras): Adultos com experiência ao longo da vida de cannabis, anfetaminas e cocaína, em alguns Estados-Membros da UE, calculada por inquéritos nacionais à população

Figura 2 OL (Gráfico de barras): Prevalência do consumo de ecstasy e cocaína nos últimos 12 meses, por grupo etário, em Inglaterra e no País de Gales em 1998

Figura 3 OL (Gráfico de barras): Adultos e adultos jovens com experiência ao longo da vida de cannabis em alguns Estados-Membros da UE, calculada por inquéritos nacionais à população

Figura 4 OL (Gráfico de barras): Adultos (homens e mulheres) com experiência ao longo da vida de cannabis em alguns Estados-Membros da UE, calculada por inquéritos nacionais à população

Figura 5 OL (Gráfico de barras): Adultos com experiência ao longo da vida de cannabis na Finlândia por nível de urbanização (1998)

Figura 6 OL (Gráfico de barras): Adultos com experiência ao longo da vida e prevalência nos últimos 12 meses de cannabis, em alguns Estados-Membros da UE, calculadas por inquéritos nacionais à população

Quadros estatísticos
Lifetime prevalence of drug use in recent nation-wide surveys among the general population in some EU countries

Last-12-months prevalence of drug use in recent nation-wide surveys among the general population in some EU countries

 

Consumo de droga na população escolar

Quadro estatístico
Lifetime prevalence of use of different illegal drugs among 15- to 16- year-old students in recent nation-wide school surveys in some EU countries

 

Consumo problemático de droga

Figuras
Figura 3 (Mapa): Estimativas nacionais sobre a prevalência do consumo problemático de droga na UE e na Noruega (1996-1998)

Figura 4 (Gráfico de linhas): Incidência relativa (número de novos casos por ano) de consumidores de opiáceos que acabaram por se dirigir aos serviços sociais ou de tratamento na Bélgica, em Lisboa ou em Budapeste — Estimativas segundo o método Brookmeyer/Liao

Figura 5 (Gráfico de linhas): Incidência relativa (número de novos casos por ano) de consumidores de opiáceos que acabaram por se dirigir aos serviços de tratamento nas três maiores regiões da Itália Meridional — Estimativas segundo o sistema de regressão linear

Quadros estatísticos
National prevalence estimates of problem drug use in the EU and Norway (absolute numbers of problem drug users), 1996-98 (Table 1 OL)

National prevalence estimates of problem drug use in the EU and Norway (prevalence rates of problem drug use per 1000 inhabitants aged 15-64), 1996-98 (Table 2 OL)


Consequências do consumo de droga no domínio da saúde

Procura de tratamento

Figuras
Figura 6 (Gráfico de barras): Todos os pacientes admitidos a tratamento por consumo de heroína, cannabis, anfetaminas, cocaína e outras substâncias em alguns Estados-Membros

Figura 7 (Gráfico de linhas): Evolução de novos pacientes admitidos a tratamento por consumo de heroína e cannabis em alguns Estados-Membros

Figura 7 OL (Gráfico de linhas): Tendências em todos os pacientes admitidos a tratamento por consumo de heroína, cannabis e cocaína

Figura 8 OL (Gráfico de barras) Todos e novos pacientes admitidos a tratamento por consumo de cannabis e cocaína

Figura 9 OL (Gráfico de barras) Percentagem de toxicodependentes que se injectam em relação ao total e novos pacientes admitidos a tratamento por consumo de heroína em alguns Estados-Membros da UE (dados de 1999)

Quadros estatísticos

Some characteristics of persons treated for drug problems in the EU

Some characteristics of persons in the EU treated for drug problems for the first time

Some characteristics of women treated for drug problems in the EU

Some characteristics of men treated for drug problems in the EU

Sources for tables on characteristics


Doenças infecto-contagiosas relacionadas com o consumo de droga


Figuras

Figura 8 (Mapa): Prevalência da infecção por HIV entre os consumidores de droga injectada nos Estados-Membros da UE (1996-2000)

Figura 9 (Mapa): Prevalência de anticorpos da infecção por VHC entre os consumidores de droga injectada nos Estados-Membros da UE (1996-2000)

Figura 16 OL (Mapa): Casos de sida diagnosticados em 1999 em CDI por milhão de habitantes

Figura 17 OL (Mapa): Prevalência de anticorpos de infecção de VHB entre CDI nos Estados- Membros da UE

Figura 28 (Gráfico de linhas): Prevalência actual de infecção de hepatite B (HBsAg) em CDI de diferentes origens

Figura 24 (Gráfico de linhas): Tendências da prevalência de HIV em CDI de diferentes origens, de todas as idades e de idade inferior a 25 anos

Figura 25 (Gráfico de linhas): Casos notificados de HIV relacionados com CDI

Figura 26 (Gráfico de linhas) Incidência de sida relacionada com CDI nos Estados-Membros da UE

Quadro 6 OL: Partilha de agulhas entre os consumidores de droga injectada em alguns Estados-Membros da UE

Figura 30 (Gráfico de barras): Previsão de programas de troca de seringas em alguns países da UE

Figura 18 OL (Gráfico de barras): Seringas distribuídas/trocadas através de PTS por CDI estimado por ano

Quadro 7 OL (Gráfico de barras): Fornecimento, utilização e cobertura pelos serviços de distribuição de seringas para consumidores de droga injectada (CDI) e cobertura pelas farmácias em alguns Estados﷓Membros, como comunicado pelos pontos focais nacionais, 2000

Quadro 8 OL: Fornecimento de orientação e testes sobre o HIV, tratamento do HIV e vacinação do VHB para consumidores de droga injectada (CDI) em alguns países europeus, como comunicado pelos pontos focais nacionais, 2000

Figura 27 (Gráfico de linhas): Tendências da prevalência de VHC em CDI de diferentes origens, de todas as idades e de idade inferior a 25 anos

Figura 29 (Gráfico de barras): Estimativa de custos futuros com cuidados de saúde relativos a um ano de infecções relacionadas com a droga nos casos do VHC (vermelho), do VHB (amarelo) e do HIV (verde), em milhões de euros para 10 países da UE (total para a UE na sua globalidade: 1 890 mil milhões de euros — Preços de 1995)


Quadros estatísticos
Prevalence of HIV infection among injecting drug users in EU Member States, 1996-2000 (table for Figure 8)

Prevalence of HIV infection among injecting drug users in EU Member States, 1996-2000 (references for Figure 8)

Prevalence of antibodies against hepatitis C among injecting drug users in EU countries (table for Figure 9)

Prevalence of antibodies against hepatitis C among injecting drug users in EU countries (references for Figure 9)

Prevalence and trends in HBV current infection (% with HbsAg) among injecting drug users in EU Member States, all ages, 1996-2000) (Figure 28)

Trends in HCV antibody prevalence (%) among injecting drug users in EU Member States, all ages, 1996-2000 (Figure 27)

Incidence of AIDS cases related to injecting drug use in the EU (by 31 December 2000), 1985-2000 (Figure 26)

Trends in HIV infection (%) among injecting drug users in EU Member States, all ages and age under 25, 1996-2000 (Figure 24)

Trends in notified HIV cases or positive HIV tests among injecting drug users in EU Member States, 1991-199 (Figure 25)

 

Óbitos relacionados a droga


Figuras
Figura 10 (Gráfico de linhas): Tendência global no número de óbitos relacionados com o consumo excessivo de droga em alguns Estados-Membros da UE (1985-1999)

Figura 11 (Gráfico de linhas): Mortalidade por todas as causas de grupos de consumidores de opiáceos recrutados em centros de tratamento em vários países ou cidades da UE. Taxas de mortalidade normalizadas (homens e mulheres)

Figura 10 OL (Gráfico de barras): Percentagem de consumo de opiáceos e de drogas não pertencentes ao grupo dos opiáceos entre os casos de óbitos relacionados com o consumo de droga, percentagens válidas baseadas em casos com toxicologia conhecida

Figura 11 OL (Gráfico de barras): Percentagem da mortalidade relacionada com a droga de pessoas com mais de 30 anos de idade em alguns Estdos-Membros da UE (1986 e 1999)

Caixa 1 OL: Definições de «óbito relacionado com o consumo excessivo de droga» nos Estados﷓Membros da UE, tal como utilizadas no Relatório Anual do OEDT e referidas nos relatórios nacionais. Áustria, Bélgica, Dinamarca, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Irlanda and Itália, Luxemburgo, Países Baixos, Portugal, Suécia, Espanha, Reino Unido.

Caixa 2 OL: Norma proposta pelo OEDT para a contagem de óbitos relacionado com o consumo excessivo de droga ― a versão do n.º 1 do padrão de óbito relacionado com o consumo de droga.

Quadros estatísticos
Number of acute drug-related deaths recorded in EU countries (national definitions used to report to the EMCDDA), 1985-99

Acute drug-related deaths according to the new European DRD-Standard for General Mortality Registers and for Special Registers


Indicadores da execução da legislação

'Detenções' por infracção à legislação em matéria de droga

Figuras
Figura 12 (Mapa): Droga apreendida com mais frequência nas «detenções» por infracção à legislação em matéria de droga na UE

Figura 13 (Gráfico de linhas): 'Detenções' por infracção à legislação em matéria de droga nos Estados-Membros da UE (1991-1999)

Quadros estatísticos
Arrests for drug offences, 1991-99. Three year moving averages indexed (1991 = 100)

Quadro 3 OL: Detenções por infracção à legislação em matéria de droga

Drug most frequently involved in the 'arrests' for drug offences

Offence type most frequently involved in the 'arrests' for drug offences

Consumidores de droga nas prisões

Quadros estatísticos
Quadro 4 OL: Percentagem de consumidores de droga entre os prisioneiros nos Estados- Membros da UE Bélgica e Dinamarca, França, Alemanha e Grécia, Ire landa, Itália e Luxemburgo, Países Baixos, Áustria, Espanha, Finlândia e Suécia, Reino Unido


Indicadores do mercado de droga

Apreensões


Figuras

Figura 15 (Gráfico de linhas): Número de apreensões de cannabis, heroína, cocaína, anfetaminas, ecstasy e LSD nos Estados-Membros da UE (1985-1999)

Figura 16 (Gráfico de linhas): Quantidades de cannabis, cocaína, heroína e anfetaminas apreendidas nos Estados-Membros da UE (1985-1999)

Quadros estatísticos
Quadro 5 OL: Apreensões de droga nos Estados-Membros da UE, 1999

Cannabis

Figuras
Figura 14 OL (Mapa): Número de apreensões de cannabis em 1999

Quadros estatísticos
Number of cannabis seizures, 1985-1999

Quantities of cannabis seized, 1985-1999 (kgs)

Heroína

Figuras
Figura 14 (Mapa): Número de apreensões de heroína em 1999

Quadros estatísticos
Number of heroin seizures, 1985-1999

Quantities of heroin seized, 1985-1999 (kgs)

Cocaína

Figuras
Figura 12 OL (Mapa): Número de apreensões de cocaína em 1999

Quadros estatísticos
Number of cocaine seizures, 1985-1999

Quantities of cocaine seized, 1985-1999 (kgs)

Anfetaminas

Figuras
Figura 13 OL (Mapa): Número de apreensões de anfetaminas em 1999

Quadros estatísticos
Number of Amphetamine seizures, 1985-1999

Quantities of Amphetamines seized, 1985-1999 (kgs)

Ecstasy

Figura
Figura 32 (Mapa): Número de apreensões de ecstasy em 1999

Quadros estatísticos
Number of Ecstasy seizures, 1985-1999

Quantities of Ecstasy seized, 1985-1999 (tablets)

LSD

Quadros estatísticos
Number of LSD seizures, 1985-1999

Quantities of LSD seized, 1985-1999 (doses)


Respostas políticas e estratégicas - A nível nacional


Figuras

Figura 17 (Gráfico) Desenvolvimento de uma estratégia de luta contra a droga - um processo cíclico

Figura 19 (Gráfico) Coordenação holística horizontal

Figura 20 (Gráfico) Coordenação de domínios específicos

Redução da procura


Figuras
Figura 21: Classificação de conceitos em matéria de redução da procura

Quadros estatísticos
Quadro 1: Estimativas da prevalência de consumidores problemáticos de droga e de pacientes a efectuar tratamento de substituição

Quadro 2: Assistência a consumidores de drogas nas prisões na UE

Cocaína - questão seleccionada

Figuras
Figura 22 (Gráfico de barras): Prevalência ao longo da vida do consumo de cocaína e cannabis entre os jovens dos 15 aos 16 anos que frequentam um estabelecimento de ensino

Quadro 3: Comparação entre a prevalência ao longo da vida da cocaína em estudos de consumidores específicos e em estudos da população

Figura 15 OL (Gráfico de linhas): Cocaína: evolução dos novos clientes admitidos a tratamento

Figura 23 (Gráfico de linhas): Exemplo de aumento localizado da percentagem de consumidores de cocaína e crack em Frankfurt (total de toxicodependentes registados pela Polícia 1996-1999)

Drogas sintéticas - questão seleccionada

Figuras
Figura 31 (Gráfico de barras) Consumidores de ecstasy e de anfetaminas em tratamento ambulatório da toxicodependência nos Países Baixos

Países da Europa central e oriental

Figura
Figura 33 (Gráfico de barras): Experiência ao longo da vida de quaisquer drogas ilícitas

Quadros
Quadro 4: Experiência ao longo da vida de consumo de ecstasy, anfetaminas e LSD entre os jovens que frequentam um estabelecimento de ensino ― ESPAD 1995-1999

Quadro 5: Número de pedidos de tratamento nos PECO desde 1993 (todos os pedidos)

 

© EMCDDA 2001 | página principal | webmaster | legal